Hérnia de disco

Uma hérnia, também chamada de abaulamento discal, ruptura ou escorregamento do disco ocorre quando a parte central do disco intervertebral (núcleo pulposo) se projeta para fora através da camada externa do disco (ânulo fibroso).



O que é uma hérnia de disco?

Herniação descreve uma anormalidade do disco intervertebral, que também é conhecida como uma “derrapagem”, “ruptura” ou  “abaulamento”. Este processo ocorre quando o núcleo pulposo do disco intervertebral projeta-se para fora através da camada externa do disco (ânulo fibroso). Esta ruptura no anel fibroso provoca dor nas costas no momento da hérnia. Se o disco saliente comprime um nervo espinhal a dor pode se irradiar para a área do corpo que é suprida por esse nervo.

São quatro Graus de Hérnia de Disco:

Hérnia de disco 1Hérnia de disco 2Hérnia de disco 3Hérnia de disco 4

Desarranjo interno do disco, protrusão discal, extrusão discal, e sequestro discal

CiáticaQuais são os sintomas de uma hérnia de disco?

Normalmente, o principal sintoma é a dor aguda acentuada. Em alguns casos pode haver uma história prévia de dor lombar localizada, com dor que também se estende para a perna servida pelo nervo afetado. Essa dor geralmente é descrita como uma forte, profunda, que piora à medida que a mesma se move para baixo na perna afetada. O aparecimento de dor como a da hérnia de disco pode ocorrer repentinamente ou pode ser precedida por uma sensação de rotura na coluna, o que pode ser atribuído a uma ruptura súbita no anel fibroso.

Como uma hérnia de disco é diagnosticada?

Straight Leg Test

Um paciente com uma hérnia de disco normalmente se queixa de dor lombar que pode ou não se irradiar para várias partes do corpo, como as pernas. Ele muitas vezes demonstra uma limitação da amplitude de movimento quando pedido a curvar-se para a frente ou inclinar-se para trás. Pode ainda inclinar para um lado quando tenta dobrar para a frente. Os pacientes às vezes vão caminhar com uma marcha dolorosa, flexionando a perna afetada para não colocar muito peso sobre o lado do corpo que dói. Elevação da perna reta pode ser uma indicação positiva de tensão na raiz do nervo.

Anormalidades na força e sensibilidade de partes específicas do corpo, que são encontradas com um exame neurológico realizado pelo médico, fornecem a evidência mais objetiva de compressão da raiz nervosa. Uma ressonância magnética é o exame de escolha para a confirmação diagnóstica de uma hérnia de disco. Eventualmente a tomografia computadorizada (TC) também pode ser útil, embora proporcione uma melhor visualização da anatomia óssea da coluna vertebral.

Hérnia de discoComo uma hérnia de disco é tratada?

O tratamento para a maioria dos doentes com uma hérnia de disco normalmente não inclui a cirurgia. A maioria dos pacientes (85%) responde ao tratamento conservador com medicamentos, repouso e fisioterapia. O tratamento é mais eficaz quando o paciente e o seu médico tem um bom relacionamento, compreendendo a lógica por trás do tratamento prescrito.

O elemento principal do tratamento conservador é controlar a atividade física no momento da crise para obter a melhora da inflamação sobre o nervo (radiculite). Normalmente, o tratamento começa com uma modificação da atividade e, em seguida, um retorno gradual às atividades protegidas. Sentar, fletir, elevar e torcer não são manobras benéficas para essa condição, porque elas colocam uma grande quantidade de estresse sobre a coluna lombar, o que pode aumentar a pressão sobre a raiz do nervo afetado. O uso adequado de medicação é uma parte importante do tratamento conservador. Isto pode incluir medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos especialmente opióides e corticosteróides. Seu médico também pode recomendar uma injeção espinhal anti-inflamatória (bloqueio), realizado na área da raiz do nervo afetado para diminuir o inchaço e a irritação causada pelo disco danificado.

A cirurgia é normalmente recomendada somente após a fisioterapia, repouso e medicamentos falharem em aliviar adequadamente os sintomas de dor, dormência e fraqueza durante um período de tempo significativo entre 6 a 12 semanas. Outra indicação mais rara mas bastante grave é a síndrome da cauda equina, condição em que o paciente subitamente perde força em ambos os membros inferiores, apresenta anestesia na região genital e perianal e perde o controle dos esfíncteres, especialmente apresentando retenção urinária e/ou fecal.

A cirurgia para a hérnia discal é a microdiscectomia. Essa cirurgia consiste em uma ressecção do fragmento herniado após a abertura do ligamento que cobre os nervos (ligamento amarelo) e a identificação, proteção e retração do nervo que está comprimido. A microdiscectomia pode ser aberta (convencional) ou minimamente invasiva, com o uso de um pequeno tubo de trabalho (16mm) ou de um endoscópio (10mm).

A taxa ou índice de recidiva da hérnia de disco após uma microdiscectomia, independente da técnica utilizada, gira em torno de 6% segundo diversos trabalhos científicos.

Os benefícios da cirurgia da coluna, no entanto, devem ser pesados ​​contra os riscos. O cirurgião será capaz de discutir os riscos e benefícios da cirurgia com você, e os resultados prováveis ​​do tratamento cirúrgico e não-cirúrgico.

Assinar
Newsletter