Espondilólise

Espondilólise é uma fratura por estresse, que ocorre na porção posterior da coluna vertebral. Aqueles com a condição podem sentir dores nas costas ou dor nas pernas, ou mesmo serem assintomáticos.spondylolysis

O que é Espondilólise?

Espondilólise é um defeito que pode conduzir a uma fratura por estresse do elemento posterior da coluna vertebral chamado pars interarticulares, a fina parte de osso que liga os segmentos superiores e inferiores das articulações.

O termo é derivado das palavras gregas spondylos, o que significa vértebra da coluna, e a lise, o que significa uma ruptura ou afrouxamento. Se a fratura por estresse enfraquece o osso a ponto do mesmo ser incapaz de manter sua posição correta, a vértebra pode começar a mudar de lugar, uma condição chamada de espondilolistese.

Espondilólise é uma fonte comum de dor lombar em adolescentes, especialmente aqueles envolvidos em atividades atléticas que colocam estresse na região lombar principalmente em hiperextensão da coluna vertebral, como ginástica, musculação, natação e futebol. Ele é visto mais frequentemente em homens que em mulheres. Espondilólise raramente é vista em pacientes com menos de cinco anos de idade e encontra-se em 5% das pessoas com idade superior a sete. É uma causa comum de dor nas costas em crianças, e a causa mais provável da dor nas costas em pacientes com menos de 26 anos de idade, mas raramente é a única causa de reclamações após 40 anos de idade. * O defeito também pode estar presente em adultos sem história prévia de lesão ou participação nos esportes.

A causa exata da espondilólise é desconhecida. Algumas teorias apontam para a genética como um fator, o que sugere que as pessoas com ossos mais finos são mais suscetíveis à quebra. Outros propõem que o trauma repetitivo para a parte inferior das costas enfraquece a pars interarticulares. Espondilólise também pode estar associada a condições que provocam instabilidade da coluna, tais como a degeneração do disco lombar ou estreitamento da área onde as raízes nervos saem (estenose foraminal).

Quais são os sintomas de Espondilólise?

Muitas pessoas com espondilólise podem ser assintomáticas, ou seja, eles não sentem dor ou desconforto óbvio. Sinais a condição podem estar presentes incluem:

  • A dor que se espalha em toda a parte inferior das costas, muitas vezes se sente como tensão muscular;
  • A dor piora com atividade física, especialmente durante hiperextensão;
  • Hiperlordose (aumento da curvatura para dentro) da parte inferior das costas;
  • O encurtamento dos músculos isquiotibiais (aqueles na parte de trás da perna);
  • Neurogênica / dor irradiada (queima / típica dor para baixo da perna)

Como é Espondilólise diagnosticada?

Para determinar se a espondilólise é a causa de seus sintomas o médico pode, além de realizar um exame físico, recomendar um teste de diagnóstico, como um raio-x, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (MRI). O diagnóstico de espondilólise é confirmado pela descoberta de uma fratura na pars interarticularis, chamado um defeito da pars.

Como é Espondilólise tratada?

O seu médico será capaz de discutir com você o que significa o seu diagnóstico em termos de opções de tratamento. Para a maioria das pessoas, sem quaisquer sinais de compressão do nervo ou outro comprometimento neurológico, a primeira linha de tratamento consiste em terapias não-cirúrgicas, tais como medicamentos, repouso e fisioterapia. Órtese e injeções espinhais também podem ser recomendados.

Cirurgia da coluna é normalmente considerada somente após os tratamentos conservadores não conseguem aliviar adequadamente os sintomas durante um período significativo de tempo, ou se a evidência de envolvimento do nervo, como dormência ou formigamento, fraqueza muscular ou paralisia das funções do intestino ou bexiga.

Os procedimentos cirúrgicos que podem ser recomendados para o tratamento de espondilólise incluem:

  • Reconstituição ístmica – recomendada para pacientes jovens abaixo dos 18 anos, o defeito é curetado e enxertado para a consolidação do defeito da pars;
  • Descompressão da coluna vertebral, um procedimento no qual o osso é removido para eliminar a pressão do nervo
  • Fusão espinhal, um procedimento no qual o material de enxerto ósseo é colocado entre as vértebras para se juntar – ou se fundem – as vértebras para restaurar a estabilidade da coluna vertebral.

Os processos são geralmente realizados em conjunto, como parte da mesma cirurgia. O objetivo geral consiste em remover a fonte de irritação e inflamação e restabelecer a estabilidade da coluna vertebral.

Os benefícios da cirurgia da coluna, no entanto, devem ser pesados ​​contra os riscos. Discuta com o seu médico os riscos e benefícios da cirurgia, e os resultados potenciais de tratamento cirúrgico e não-cirúrgico.

* Borenstein DG, Wiesel SW, Boden SD. Dor Lombar: Diagnóstico Médico e Gestão Integral. Philadelphia, PA: W.B. Co. de Saunder, 1995.

Diagnósticos


Warning: Use of undefined constant title - assumed 'title' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/5/81/c1/cristianomenezes1/public_html/wp-content/themes/cristiano2016/single.php on line 89

Warning: Use of undefined constant ASC - assumed 'ASC' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/5/81/c1/cristianomenezes1/public_html/wp-content/themes/cristiano2016/single.php on line 90

Assinar
Newsletter